INFECÇÕES URINÁRIAS EM GESTANTES

0 21 janeiro 2015

INFECÇÃO URINÁRIA EM GESTANTES E A SUSCETIBILIDADE AOS ANTIMICROBIANOS A INFECÇÃO DO TRATO URINÁRIO NA GRAVIDEZ É CONSIDERADA UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DE CONSULTA MÉDICA, VARIANDO DE 10 A 14%, OCORRE NA MAIORIA DAS VEZES NO PRIMEIRO TRIMESTRE DA GRAVIDEZ, DEVIDO ÀS TRANSFORMAÇÕES DA ANATOMIA E DA FISIOLOGIA QUE OCORREM NO SISTEMA URINÁRIO DA MULHER NESTE PERÍODO, TORNANDO UMA RELEVANTE COMPLICAÇÃO NO PERÍODO GESTACIONAL. COM O AUMENTO DA RESISTÊNCIA BACTERIANA A VÁRIOS MEDICAMENTOS E O MAIOR RISCO DE UMA INFECÇÃO URINÁRIA ASSINTOMÁTICA TORNAR-SE SINTOMÁTICA NA GESTAÇÃO, REALIZOU-SE A PRESENTE PESQUISA NO OBJETIVO DE IDENTIFICAR OS PRINCIPAIS BACTÉRIAS RESPONSÁVEIS POR INFECÇÕES URINÁRIAS NA GESTAÇÃO E A SUSCETIBILIDADE DESTES AOS ANTIMICROBIANOS. O UROPATÓGENO GRAM-NEGATIVO MAIS FREQUENTE NA INFECÇÃO URINÁRIA EM GESTANTES É A ESCHERICHIA COLI, SEGUIDA POR KLEBSIELLA PNEUMONIAE E PROTEUS MIRABILIS. JÁ ENTRE OS GRAM POSITIVOS, A MAIOR PREVALÊNCIA FOI DE STREPTOCOCCUS AGALACTIAE SEGUIDA POR STAPHYLOCOCCYS SAPROPHYTICUS E ENTEROCOCCUS SP. UM DOS MEDICAMENTOS AO QUAL A ESCHERICHIA COLI APRESENTA MAIOR RESISTÂNCIA É A AMPICILINA, E A MAIOR SENSIBILIDADE, PORÉM POUCO ESTUDADA PELOS AUTORES, A AMICACINA. A FOSFOMICINA E AS CEFALOSPORINA SÃO OS ANTIBIÓTICOS MAIS SEGUROS DURANTE A GESTAÇÃO, POIS NÃO ESTÃO ASSOCIADOS A EFEITOS TERATOGÊNICO

Posted in Artigos
0 21 janeiro 2015

EXAMES DE SANGUE EXAMES DE SANGUE TEM A FUNÇÃO DE VERIFICAR SE OS COMPOSTOS E NUTRIENTES QUE FORMAM O SANGUE ESTÃO REGULARES. COMO EXISTEM CENTENAS DELES NO ORGANISMO, NEM SEMPRE O MÉDICO PRECISA DE TANTA INFORMAÇÃO PARA SABER SOBRE SUA SAÚDE. POR ISSO, LISTAMOS ABAIXO APENAS OS EXAMES DE SANGUE DE ROTINA QUE SÃO RECOMENDADOS PARA HOMENS E MULHERES A PARTIR DOS 30 ANOS. PESSOAS COM INFECÇÕES, BAIXA IMUNIDADE OU HISTÓRICO FAMILIAR DE DOENÇAS PODEM FAZÊ-LOS QUANDO MAIS JOVENS. VERIFICAÇÃO DE SÓDIO, POTÁSSIO, CÁLCIO IONIZADO, MAGNÉSIO E FÓSFORO: ESSES EXAMES ANALISAM OS ÍNDICES DE CADA NUTRIENTE NO SANGUE. VALORES MUITO ALTOS OU MUITO BAIXOS PODEM INDICAR RISCO DE DOENÇAS OU ATÉ A MORTE, EM CASOS EXTREMOS. A FALTA OU EXCESSO DE SÓDIO NO SANGUE PODE PROVOCAR SONOLÊNCIA E DESEQUILÍBRIO DE LÍQUIDOS ; A DE POTÁSSIO, PODE CAUSAR CÂIMBRAS; A DE CÁLCIO PODE CAUSAR O HIPOPARATIREODISMO( QUANTIDADE INSUFICIENTE DO HORMÔNIO DA PARATIREÓIDE); DO MAGNÉSIO, PODE CAUSAR HIPERTENSÃO E QUEDA DA RESISTÊNCIA; DO FOSFORO PODE LEVAR À LESÕES ÓSSEAS. O EXAME PODE SER FEITO ANUALMENTE A PARTIR DOS 30 ANOS. UREIA E CREATININA: O EXAME AVALIA A FUNÇÃO DOS RINS E DETECTA POSSÍVEIS ALTERAÇÕES, COMO INSUFICIÊNCIA RENAL. URINA TIPO 1(EAS): O EXAME DETECTA INFECÇÕES URINÁRIAS E DOENÇAS RENAIS OCULTAS. TRANSAMINASES – TGO E TGP: AMBOS EXAMES DETECTAM DISFUNÇ

Posted in Artigos
0 18 dezembro 2014

O tempo de incubação necessário até uma hemocultura positivar é diretamente proporcional ao número de microrganismos presentes por mL de sangue, sendo menor quando a carga bacteriana for alta. No atual contexto da medicina, a qualidade e a rapidez dos resultados pode representar a salvação da vida dos pacientes. Na microbiologia esta realidade pode ser ainda mais evidente! Visando a otimização do binômio: resultados rápidos e qualidade o setor de microbiologia do Laboratório São Gabriel tem a honra de apresentar sua mais nova aquisição: o Bactec da BD para a automação de hemoculturas. A automação em microbiologia clínica permite a identificação precisa de centenas de microrganismos, muitos dos quais impossíveis de serem identificados por métodos manuais. Em muitos casos a identificação final de bactérias ocorre entre 4 – 18 horas de incubação e em até 18 horas para leveduras, antecipando, na maioria dos casos, em até 24 horas a liberação de resultados. . Todos os guidelines atuais para o tratamento da sepse, enfatizam que a precocidade das medidas adotadas, é o maior preditor de desfechos favoráveis. A detecção do agente causador da septicemia é essencial para a escolha do tratamento adequado. Equipamentos automatizados estão sendo utilizados para a detecção rápida da presença de microrganismos presentes em amostras de sangue, cuja pr

Posted in Artigos
0 18 dezembro 2014

Coração, orgão oco e musculoso, cito na região torácica, centro motor da circulação do sangue. Parte anterior do peito onde se sente pulsar esse órgão. Sede suposta da sensibilidade moral, das paixões e sentimentos . Conjunto das faculdades afetivas. Amor ou afeição completa . Generosidade. Pressentimento. Sentimento. Pessoa ou objeto amado. Centro de uma região. O dicionário está certo. O senso comum e a sabedoria mitológica e popular estão corretos. O coração não apenas é um orgão musculoso que bombeia sangue para todo o corpo. O coração é símbolo do amor. É a morada de todos os sentimentos. É a torre de controle das emoções humanas. A BOMBA NO RITMO Com o papel de enviar sangue rico em oxigênio a todas as células que compoem o organismo, por meio das artérias. Ele funciona como uma bomba, composta principalmente de músculo, que se contrai de 60 a 100 vezes a cada minuto, impulsionando o sangue para o restante do corpo. As contrações do coração são automáticas e ritmadas e ocorrem por meio de um sistema de estímulos elétricos próprios, produzidos por uma estrutura chamada nó sinovial. Suas câmaras superiores( os átrios direito e esquerdo) e duas inferiores( ventrículos direito e esquerdo), funcionam como bombas independentes: uma delas empurra o sangue sem oxigênio para os pulmões, e a outra envia o sangue que veio dos pulmões

Posted in Artigos
0 23 novembro 2014

Algumas amostras, como urina, fezes, escarro e esperma são colhidas quando eliminadas do corpo, e, em geral, podem ser coletadas pelo próprio paciente. Entretanto, crianças pequenas e adultos com limitações físicas podem precisar de ajuda. Em geral, a colheita dessas amostras é indolor, mas pode ser embaraçosa ou desagradável por que envolvem eliminações e partes do corpo que algumas pessoas não gostam de mostrar. Essas amostras podem ser colhidas em casa e trazidas para o laboratório, mas também é possível obtê-las em um consultório, uma clínica, um hospital ou um laboratório. Esses serviços são planejados para reduzir a manipulação da amostra pelo paciente e para minimizar qualquer embaraço. Por exemplo, pode haver uma janela no banheiro para passagem e entrega da amostra sem que a pessoa tenha que percorrer quartos ou corredores com um frasco transparente contendo a amostra obtida. Instruções impressas sobre como colher evitam que o paciente tenha que ouvir a explicação de um profissional e sentir-se constrangida com isso. Pessoas sensíveis a esses problemas podem perguntar ao médico ou ao laboratório as medidas usadas para garantir a privacidade e o conforto. Abaixo estão exemplos de amostras que geralmente são colhidas pelo paciente. É muito importante compreender e seguir com cuidado as instruções de colheita. Esperma

Posted in Artigos
0 23 novembro 2014

Muitas das decisões médicas para esclarecer um diagnóstico, planejar um tratamento ou monitorar a resposta a esse tratamento são apoiadas por resultados de exames laboratoriais. A confiabilidade máxima possível dos resultados é estimulada por normas rigorosas e fiscalizadas pelos órgãos de vigilância sanitária federal, estadual e municipal. Além disso, as sociedades profissionais oferecem e estimulam a participação em programas de controle da qualidade para laboratórios. No Brasil,

  • Todos os reagentes e aparelhos usados em laboratórios devem ter aprovação e licença da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), incluindo kits diagnósticos, para os quais são avaliadas a capacidade do método de produzir resultados confiáveis e sua utilidade clínica.
  • Cada laboratório é avaliado individualmente pela vigilância sanitária local (municipal ou estadual), que verifica a qualificação do pessoal, as instalações, a aparelhagem e os procedimentos usados em todas as etapas dos exames.
  • Os laboratórios devem executar procedimentos internos de controle da qualidade usando amostras com valores conhecidos normais e patológicos durante a execução dos métodos, para avaliar a qualidade dos resultados. Outros procedimentos de controle da qualidade envolvem controle dos equipamentos, como temperatura de geladeiras, banhos-maria,

Posted in Artigos
0 23 novembro 2014
A interpretação de exames laboratoriais é uma atividade de grande importância no exercício clínico, uma vez que é comum a conclusão diagnóstica após a leitura e correta interpretação de exames laboratoriais.
O exercício clínico de décadas atrás era baseado na anamnese do paciente, envolvendo todo um histórico da situação do paciente naquele momento. Caso o médico não fechasse seu diagnóstico no momento, formulava uma ou mais hipóteses de diagnóstico e solicitava exames para confirmar uma dessas hipóteses. Assim, a correta interpretação desses exames laboratoriais já ocupava uma posição de destaque no diagnóstico correto.
 Hoje, contudo, a prática da anamnese está um pouco esquecida entre uma boa parte dos profissionais médicos. O exame laboratorial, que até então servia somente para confirmar um diagnóstico, tornou-se o meio principal para encontrar hipóteses de diagnóstico.
Desta forma, na maneira que está disposta atualmente a prática médica, a correta interpretação de exames laboratoriais elevou-se a um patamar de importância a ser dividido com a própria anamnese.
Também é

Posted in Artigos